terça-feira, 17 de março de 2009

Poema Dia do Pai

AS MINHAS DEDADAS

Por vezes ficas zangado
Por eu ser tão desastrado
E deixar sempre dedadas
Espalhadas por todo o lado.
Mas os dias vão passando
E eu vou crescer sem parar
E todas as minhas dedadas
Vão ser difíceis de lembrar.
Por isso aqui ficam algumas...
Apenas para conheceres
Que é esta a marca dos meus dedos
Para nunca mais te esqueceres!
Gosto muito de ti Pai!
(autor desconhecido)

2 comentários:

Nexita disse...

Toma lá um dedada na testa!!!!!

Já funciona o teu blog!!!!!!!!!!!!! hurrayyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyyy

Anónimo disse...

Acho cool tens jeito!!!!!se foste tu que o fizeste.